Índia proíbe propagandas de desodorante

Pelo menos cinco anúncios de desodorantes tiveram suas exibições televisivas proibidas na Índia por serem considerados impróprios. De acordo com a imprensa local, as peças violam o Código de Publicidade, de 1994, que se destina a "garantir a decência".

O Ministério de Informação enviou uma carta ao Conselho Regulador de Publicidade na Índia (ASCI, na sigla em inglês) pedindo que sejam tomadas medidas para punir as empresas que fazem esses anúncios que, afirmam, mostram as mulheres como "objetos de desejo". "ASCI deve enfocar este assunto de maneira urgente e qualquer anúncio ofensivo deve ser retirado do ar ou modificado imediatamente", afirmou uma fonte do Ministério à agência EFE.

Em nota, o Ministério afirmou que "a representação das mulheres nestes anúncios é abertamente sexual e estão destinadas a despertar os instintos libidinosos dos homens". "Estes anúncios são indecentes, vulgares e sugestivos e, portanto, violam as disposições do artigo 7 do Código de Publicidade", afirmou um integrante do governo.

Mas um executivo da ASCI foi mais cuidadoso ao afirmar que "o que era considerado indecente há cinco anos em filmes e anúncios, agora é aceito, por isso que é preciso examinar cuidadosamente os anúncios antes de chegar a qualquer conclusão".

Fonte: AdNews


0 comentários:

Postar um comentário